segunda-feira, 25 de maio de 2009

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES

O prédio visto da parte superior do Mercado Antônio Franco.
Foto: José de Oliveira B. Filho.

Fachada do prédio do Colégio.
Foto: José de Oliveira B. Filho.


O Prédio atualmente.
Foto: José de Oliveira B. Filho





Foto: José de Oliveira B. Filho



Lateral do prédio -Rua São Vicente, atual Rua Prof. Florentino Menezes.
Foto: José de Oliveira B. Filho


Pátio do Colégio.
Jornal A Cruzada nº 781 - 25.12.1952.


CHAVES, Rubens Sabino Ribeiro. Aracaju pra onde você vai? Edição do Autor, 2004.




Fachada do Colégio. No canto esquerdo vê-se a Capela em estilo Gótico.
Jornal A Cruzada nº 1.172 - 15.10.1966.




http://www.infonet.com.br/




As Irmãs Sacramentinas.

http://www.sacramentinasbrasil.com.br/





O Colégio Nossa Senhora de Lourdes foi uma importante Instituição de Ensino no estado de Sergipe. Um Colégio dirigido por freiras, as Irmãs Sacramentinas cuja Ordem Religiosa a que pertenciam, teve origem na França.
O prédio foi construído em um terreno doado pelo Presidente do Estado Maurício Graccho Cardoso, e a sua inauguração deu-se no dia 25.12.1924. A entrada principal do Colégio situava-se à Rua João Pessoa(que na época contava com sete quarteirões, hoje são apenas três), atual José do Prado Franco, em frente ao Mercado Municipal.
Era um Colégio voltado para a educação cristã feminina, onde as filhas de uma boa parte da elite sergipana aprendiam entre outras coisas, como se comportar, a costurar e cozinhar.
Nas suas dependências além das salas de aula, existia um refeitório, uma gruta para oração, uma capela em estilo gótico, quartos e afins para as moças que ficavam em regime de internato.
O Colégio encerrou as suas atividades em 1974, sendo o prédio vendido a uma Construtora local que o transformou em um Shopping com lojas populares. Antes do Shopping, funcionou também no local, uma Repartição da Prefeitura Municipal de Aracaju.
Uma pena, pois o Estado ou o Município poderia ter adquirido o prédio e tê-lo transformado em um museu - O Museu da Cidade de Aracaju.


José de Oliveira Brito Filho












4 comentários:

Antonio Teles disse...

Olá professor. Parabéns pelo excelente blog. Sou academico de direito na UFS e filho de um historiador apaixonado pela sua cidade.
Há muito tempo que queria saber que p´redio imponente era aquele na rua José do Prado Franco e este post saciou minha dúvida.
Gostaria de ver em algum próximo post a evolução dos cemiterios em Aracaju. O impacto da reforma sanitaria (que em salvador gerou até revolta).
Á disposição

Antonio Teles Leite

toniteles86@yahoo.com.br

Tania Gois Barros disse...

Saudades... Um tempo que não volta, Irmã Luzia,alfabetizando com D.Mª Antónia. Carinho na medida certa tivemos. Os melhores Professores do Estado, aprender Latim, Francês, e principalmente a fé em Deus.
Muitas lembranças...
Adorei o resgate, só faz bem as lembranças

Tania Gois Barros

Marta disse...

Saudades da irmã lucidalva,irmã luzia e das poucas internas da minha época.

Anônimo disse...

saudades deste colegio