quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O BAIRRO INDUSTRIAL

Vista aérea do Bairro Industrial - 1950.



Vista aérea da Fábrica Confiança e a Vila Operária.
Revista da Associação Sergipana de Imprensa nº 1 - 1949.





Policlínica Operária Sabino Ribeiro - Fábrica Confiança.=
Revista da Associação Sergipana de Imprensa nº 1 - 1949.





Coronel Sabino José Ribeiro.
Revista da Associação Sergipana de Imprensa nº 1 - 1949.





Parque Sergipe Industrial.




Thales Ferraz - Engenheiro Têxtil - Fábrica Sergipe Industrial.






Construção da Ponte ligando o Bairro Industrial ao Centro de Aracaju.
Jornal Gazeta de Sergipe nº 4.682 - 23/12/1974.





Construção da Ponte ligando o Bairro Industrial ao Centro de Aracaju.
Jornal Gazeta de Sergipe nº 4.682 - 23/12/1974.





Construção da ponte ligando o Bairro Industrial ao Centro de Aracaju.
Jornal Gazeta de Sergipe nº 4.682 - 23/12/1974.




Quiosque na Praia do Tecido.
CHAVES, Rubens Sabino Ribeiro. Aracaju pra onde você vai? Aracaju: Edição do Autor, 2004.






Zeppelin sobrevoando o Bairro Industrial.
CHAVES, Rubens Sabino Ribeiro. Aracaju pra onde você vai? Aracaju: Edição do Autor, 2004.





Praia do Tecido.
CHAVES, Rubens Sabino Ribeiro. Aracaju pra onde você vai? Aracaju:Edição do Autor, 2004.



Rua Caiça - Casas e Vilas - Bairro Industrial.
CHAVES, Rubens Sabino Ribeiro. Aracaju pra onde você vai? Aracaju: Edição do Autor, 2004.





Vila Operária - Fábrica Confiança.
Revista da Associação Sergipana de Imprensa nº 1 - 1949.




Fábrica Confiança.
BARRETO, Armando. Cadastro industrial, comercial, agrícola e informativo de Sergipe - 1938.





Fábrica Confiança.
SILVA,Clodomir. Albúm de Sergipe - 1820-1920.




Fábrica Sergipe Industrial.
Acervo Instituto Tobias Barreto de Educação e Cultura.




Fábrica Sergipe Industrial - 1884.
BARRETO, Armando.Cadastro industrial, comercial, agrícola e informativo de Sergipe - 1938.






Inauguração do Bairro Siqueira de Menezes - 20.12.1913.
Revista de Aracaju nº - 1943.




O Bairro Industrial visto do Morro do Urubu.





Nos primeiros anos da Cidade de Aracaju, a localidade onde se encontra o atual Bairro Industrial era chamada de Maçaranduba. Com o tempo passou a chamar-se Chica Chaves, que segundo Fernando Porto, era uma senhora muito relacionada na sociedade aracajuana, proprietária e residente num sítio na parte norte da cidade, que era bastante frequentado por pessoas de destaque. Com a chegada das Fábricas de Tecido, Sergipe Industrial em 1884 e Confiança em 1907, tornou-se conhecido como Bairro Industrial. Ficou conhecido também como O Tecido. Em 20.12.1913, no governo do General Siqueira de Menezes, o nome foi mudado para Bairro Siqueira de Menezes. O nome não vingou e a população voltou a chamar de Bairro Industrial.
A Fábrica Sergipe Industrial foi criada em 15 de fevereiro de 1882 por João Rodrigues. Com sua morte passou a ser administrada em 1884 por Thomaz Cruz(Família Cruz), José Augusto Ferraz e seu filho Thales Ferraz, Engenheiro Têxtil formado em Manchester, Inglaterra. Thalez Ferraz criou e manteve uma grande área de lazer para os operários e sua famílias, denominado Parque Sergipe Industrial, o qual possuía cinema e teatro, além de palco para apresentações musicais.
A Fábrica Confiança, fundada em 18 de outubro de 1907 pelo Coronel Sabino José Ribeiro, foi a segunda do Setor Têxtil em Aracaju. Sob o nome de Ribeiro Chaves & Cia., a Fábrica possibilitou a concessão de benefícios sociais aos operários e familiares como: casas (Vila Operária), assistência médica(Policlínica Operária Sabino Ribeiro), creches e uma Associação Desportiva.



5 comentários:

Dedinha Ramos disse...

Ah achei interessante aquela foto do Zeppelin! e a vista do morro do Urubu!

Anônimo disse...

Oi professor!Sou eu,EMERSON o seu aluno que estudava na 5ªsérie A em 2008.Achei muito bom sobre a história do bairro Industrial,aminha professora de história e sociedade e cultura Ivanise passou esse assunto e eu fiquei muito curioso!Então eu estou na 8ª série única ea professora passou um trabalho para a gente fazer VALEU PROFESSOR E VOLTE VIU?!

Anônimo disse...

Oi professor!Sou eu,EMERSON o seu aluno que estudava na 5ªsérie A em 2008.Achei muito bom sobre a história do bairro Industrial,aminha professora de história e sociedade e cultura Ivanise passou esse assunto e eu fiquei muito curioso!Então eu estou na 8ª série única ea professora passou um trabalho para a gente fazer VALEU PROFESSOR E VOLTE VIU?!

arianir disse...

Olá! meu colega de profissão gostei muito o seu comentário sobre o Corpo de Bombeiro,principalmente falando sobre o meu sogro Comandante Amintas Barreto Alves, são história que toda a família Barreto Alves, tem grande orgulho.Temos a honra aqui no Rio de Janeiro uns dos seus netos,o meu filho Ten.Felix Barreto está na mesma Incorporação. E trilhando no mesmo caminho do seu avô. a família Barreto Alves agradece.

arianir disse...

Olá! meu colega de profissão gostei muito o seu comentário sobre o Corpo de Bombeiro,principalmente falando sobre o meu sogro Comandante Amintas Barreto Alves, são história que toda a família Barreto Alves, tem grande orgulho.Temos a honra aqui no Rio de Janeiro uns dos seus netos,o meu filho Ten.Felix Barreto está na mesma Corporação. E trilhando no mesmo caminho do seu avô. a família Barreto Alves agradece.